DENY FISICNUTRI

DENY FISICNUTRI

30 de outubro de 2011

O Sistema Nervoso

"Sistema Nervoso


Silenciosamente e incessantemente, no auge da atividade humana e durante as profundezas do nosso sono, os nossos nervos, transmitem continuamente  impulsos de e para o cérebro. Cada movimento que fazemos, desde um consciente piscar de olhos até as ações delicadas, realizadas  ao conduzir um carro ou cada sensação que sentimos. Até nossos sonhos, depende do funcionamento de nosso sistema nervoso.



Esta rede complexa e sofisticada estende-se por todo o corpo. Está constantemente a reunir informação de vários tipos a transmitir comandos para estimular os músculos e os outros órgãos a funcionarem. As partes principais deste sistema principal são o cérebro, o local que regulao senso e as sensações; a espinal-medula, o principal canal  por onde passa a rede  das comunicações; e os própios nervos, uma rede que se ramifica pelo corpo e cujas raízes se direcionam para  dentro e fora da espinal-medula, é tão complexa,que o exato funcionamento de cada um destes elementos ainda não é completamente conhecido. 
As funções mais importantes, as que envolvem a memória, a comparação e a escolha de decisões; acontecem no cérebro, enquanto o resto do sistema nervoso transporta a informação sensorial para o cérebro e daí comanda e controla as reações e movimentos do corpo. 

Fornecem transmissões rápidas de impulsos nervosos, originando uma reação rápida.
A complexa rede de sistemas nervosos estende-se desde o cérebro e da espinal medula até cada parte do corpo.
Os nervos do sistema nervosos periférico transportam as mensagens nos dois sentidos. A estimulação dos órgãos sensoriais e receptores que nos conferem os sentidos do cheiro,sabor,visão ouvido e tato; incita-os a enviar mensagens ao longo dos nervos até ao cérebro, onde são interpretados.
O cérebro envia instruções de volta aos órgãos e tecidos através dos nervos cranianos ou da medula espinal, permitindo-nos responder quase simultaneamente. 




Nervos Espinhais


"Pares de nervos espinhais ramificam-se a partir da medula-espinal,passando através dos pequenos espaços vertebrais".




Humanos


"Os seres humanos possuem o sistema nervoso mais evoluído de todos os seres vivos".








Ramificações Nervosas


 
Um professor de anatomia a descrever o sistema nervoso tem o mesmo problema que um engenheiro de redes telefónicas que tente explicar como funcionam as ligações telefónicas.
É exatamente complexo e não tem um princípio  ou fim determinado.


No interior do corpo humano, os nervos ramificam-se como linhas telefónicas de uma companhia de telecomunicações. Eles passam por todas as partes do corpo, desde as plantas dos pés até ao cimo da cabeça, e desde a superfície da pele aos órgãos centrais, como o coração, figado e pulmões. Estes nervos são, na realidade, células independentes que têm a função altamente especializada de transportar informação.
A maior parte estão agrupadas como os fios independentes que se juntam para formar uma corda. Os nervos  individuais podem medir seis milésimos de m centímetro de espessura. Têm uma cor aclare à medida que os nervos se desagrupam.
As células nervosas possuem a mesma estrutura básica que todas as outras células do corpo humano, com uma membrana envolvente onde está situado o núcleo e o citoplasma.
Imagine um nervo motor levando instruções desde o cérebro até o músculo.
Num dos extremos existe um tufo de projeções curtas, parecidas com raízes. Na outra extremidade, está uma projeção longa e fina, o axónio, que pode subdividir-se 150 vezes e estar ligado a 150 fibras musculares.




Sistema Central



"O cérebro e a espinal-medula formam o sistema nervoso central. Os nervos mais pequenos que se projetam do cérebro e da espinal-medula são denominados sistema nervoso periférico".




                                                      "Denilson ferreira da Silva"
                                                            (Personal-Training)





29 de outubro de 2011

Sistema Endócrino (Fabrica de Hormônios)



Dá-se o nome de sistema endócrino ao conjunto de órgãos que apresentam como atividade característica a produção de secreções denominadas hormônios, que são lançados na corrente sangüínea e irão atuar em outra parte do organismo, controlando ou auxiliando o controle de sua função. Os órgãos que têm sua função controlada e ou regulada pelos hormônios são denominados órgãos-alvo.





O corpo humano é um sistema complexo de órgãos e tecidos interrelacionados, todos eles trabalhando em conjunto para garantir um funcionamento eficiente.
Uma grande variedade de processos psicológicos, desde o crescimento e desenvolvimento à digestão e reprodução; têm de ser continuamente monitorados e controlados. Tanto a monitorização como o controle acontecem sem uma intervenção consciente e são conseguidos pelo sistema endócrino que realiza com o o auxílio da organização engenhosa de mensageiros químicos denominados hormônios. 






Depois de serem liberados para a corrente sanguínea, o sistema líquido de comunicação do corpo,os hormônios são transportados para todas as partes do corpo onde iniciam a ação requerida. Mas o efeito de um determinado hormônio deve ser cuidadosamente controlado;


video




 se mantiver ativo durante demasiado tempo ou muito vigorosamente, pode perturbar o equilíbrio do corpo. O segredo deste mecanismo de controle do corpo reside na resposta, que é utilizada da mesma maneira que nas máquinas. A eficiência do processo é  detectado e dá-se início à resposta para modificar a ação do agente iniciador. 


video


Muitos processos utilizam uma resposta negativa; a libertação  detectada é introduzida de forma a reduzir ou desligar a alimentação inicial; e como resultado o sistema volta a adquirir uma condição estável. Mas se  a eficiência for perturbada por uma influência externa,isto faz com que o sistema inicial reaja e responda de maneira a restabelecer o equilíbrio. No sistema endócrino a resposta negativa é normal.
O órgão responsável pela eficiente produção de um hormônio detecta os níveis hormonais presentes na corrente sanguínea; ou os níveis da substância produzida por um hormônio. 
Quando os níveis aumentam para o máximo, a liberação do hormônio é reduzida ou desligada, ou um hormônio   contra-atuante é liberado para provocar a diminuição dos níveis. Contrariamente, se os níveis estiverem muitos baixos, a libertação hormonal é acelerada ou desligada. Este delicado truque de equilíbrio permite que o corpo tenha sempre os níveis hormonais necessários.



video


Glândulas Endócrinas


As células endócrinas fabricam substâncias químicas denominados hormônios que são liberados diretamente para a corrente sanguínea, deslocando-se depois para todas as partes do corpo e agindo como mensageiros químicos.


O Sistema Endócrino Utiliza Químicos


Enquanto o sistema nervoso utiliza eletricidade para orquestrar todo o tipo de funções que acontecem no nosso corpo, o sistema endócrino realiza ainda mais através da maravilhosa ação dos químicos.


Quando um hormônio em circulação atinge a sua célula alvo, ela abre-a utilizando uma chave química e instiga-a a iniciar a ação devida. Este processo pode ter variadas formas. Em uma delas o hormônio afeta a  membrana de célula alvo para que esta permita a entrada de iões ou moléculas específicos que irão iniciar os processos celulares. Na outra  forma, o hormônio prende-se aos receptores situados na membrana da célula e inicia a libertação de um segundo mensageiro que irá causar a ação celular. Os hormônios esteróides podem passar deretamente pela parede da célula e reagir deretamente com os receptores presentes no citoplasma celular.
Depois de deixarem de ter utilidade os hormônios têm de ser retirados do sistema.
Podem ser processados pelo fígado, ou destruídos por determinados tecidos.
Os componentes hidrossoluvéis que permaneçam saem através do sistema excretor.


                                               "Denilson ferreira da Silva"
                                                     (Personal-Training)



28 de outubro de 2011

Sistema Muscular (Fibras Musculares)


Um Constante Fornecimento De Oxigénio


Os músculos necessitam de um constante fornecimento de oxigénio para funcionarem. Este gás vital é transportado na corrente sanguínea através das artérias;cujas pequenas ramificações rodeiam cada conjunto de fibras musculares.Mesmo as fibras individuais possuem sua própia rede de vasos capilares,na qual acontece a troca de gases:



 Oxigénio é fornecimento à fibra em troca de dióxido de carbono. Este gás é transportado pelo sangue através de artérias e levado até aos pulmões que retirarão do corpo.


"Fibras Músculares".

(Os filamentos nas fibras dos músculos são compostas por dois tipos de proteínas,actina, e os mais grossos de miosina.)

Sistema Múscular

Os filamentos das fibras musculares:
Os filamentos das fibras musculares são constituidos por dois tipos de proteínas, actina e miosina, ligadas por pontes. Os filamentos mais finos são formados actina e os mais grossos por miosina. Quando o músculo está inativo,tem uma estrutura aberta com algumas uniões entre os dois tipos de filamentos. Quando o músculo se contrai,e os  filamentos deslizam uns sobre os outros, os "dedos" de miosina prendem-se numa série de saliências na superfície dos finos filamentos de   actina, de modo que forma mais pontes de ligação e cria uma estrutura mais forte e densa.

A teoria mais aceita sobre como ocorre a construção muscular é a teoria dos Filamentos Deslizantes. Para compreendê-la é necessário conhecer a estrutura do músculo e da Fibra muscular, ilustrada pela imagem abaixo (Video) 

                                                          

video

Os músculos do esqueleto são compostos por dois tipos de fibras,em proporções que variam de acordo com a função. As fibras de contração rápida proporcionam força e potência; elas são a "Carne branca" do músculo. Têm a capacidade de se contrair rapidamente,produzindo curtas explosões de energia, e são muito requisitadas para a realização de exercícios breves e intensos. Correr distâncias pequenas a grande velocidade, halterofilismo,levantar e bater com o taco de golfe na bola.


video


Mas estes músculos ficam exaustos bastante depressa, as caibras surgem assim que se tornam vulneravéis à acumulação de ácido láctico, uma substância sepregada pelo seu própio  metabolismo.


video

Fibras De Contração Lentas
Estas fibras realizam a ação de puxar de uma forma mais calma e têm mais capacidade de resistência, cansando-se apenas quando as reservas de combustível se gastam. Ligeiramente mais pequenas do que as fibras de contração rápida, e com menos terminações nervosas, elas extraem mais oxigénio do sangue.


video 

"Os músculos parecem ser sólidos mas, na realidade,são constituidos por grupos de fibras muito pequenas. Cada fibra é uma célula muscular, que tem a sua própia microestrutura fibrosa composta por filamentos finos e grossos em unidades denominadas sarcómeros; Os sinais que chegam através do nervo motor fazem os filamentos deslizar uns sobre os outros, causando a contração do músculo.




                                                     "Denilson ferreira da Silva"
                                                           (Personal-Training)